segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Resenha - Jeffrey Eugenides - As virgens suicidas

As virgens suicidas
Jeffrey Eugenides
Páginas: 232



Sinopse: Num típico subúrbio dos Estados Unidos nos anos 1970, cinco irmãs adolescentes se matam em sequência e sem motivo plausível. A tragédia, ocorrida no seio de uma família que, em oposição aos efeitos já perceptíveis da revolução sexual, vive sob severas restrições morais e religiosas, é narrada pela voz coletiva e fascinada de um grupo de garotos da vizinhança. O coro lírico que então se forma ajuda a dar um tom sui generis a esta fábula da inocência perdida.










Resenha 


Esse livro conta a história de uma família que após o suicídio da jovem de 13 anos Cecília, seus pais e suas 4 irmãs acabam morrendo junto com ela, pois não conseguem aceitar bem o fato, mas suas irmãs literalmente acabam se suicidando em menos de 1 ano do acontecido. Isso já sabemos desde o início da trama, o que tira um pouco a graça. A história se passa nos anos 70, a mãe das meninas é muito rígida com a criação das filhas, mantendo-as praticamente prisioneiras e também não podem ser igual as outras meninas, são proibidas de usar maquiagem e roupas um pouco mais ousadas.


Comecei esse livro com muitas expectativas e que não foram atingidas, a narrativa é um pouco confusa, narrada no plural por alguns meninos que se envolveram com as meninas que se suicidaram o que não deu uma intensidade maior à trama, se a narrativa fosse de um outro ponto vista mais interno da situação, alguém de dentro da casa ou até uma das meninas ou até mesmo em terceira pessoa dando um visão global ficaria muito melhor.


Outro ponto que me incomodou nesse livro foi o fato de já sabermos tudo que acontece desde o início de não ter um grande mistério, até o fato do primeiro suicídio não é explicado direito dá a entender apenas que é a repressão que elas sofriam dos pais, esperava algo mais assustador para todas as irmãs se suicidarem. Não consegui me emocionar muito com esse livro, achei que faltou emoção na narrativa dos suicídios.

Resumindo, achei a trama boa mas longe de ser fantástica como ela é vista por muitos, acho que não consegui alcançar a nobreza desta obra. Vou ver o filme para fazer uma comparação em breve.

Classificação




7 comentários:

  1. Já ouvi falar muito desse livro. Que pena, eu estava com grandes expectativas em relação a ele também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe ele atenda às suas expectativas, muita gente ama esse livro.

      Excluir
  2. TBM JÁ TINHA OUVIDO FALAR DESTE LIVRO E FIQUEI CURIOSA, MAS AGORA Q LI A RESENHA ACHEI MEIO SE GRAÇA.

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro, mas também não faz meu gênero.
    quando a gente não se sente atrido por algo é sempre bom se afastar. :)
    Ainda assim foi boa a resenha e valeu por sua sinceridade.
    Kelvin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, sempre tento passar tudo que senti ao ler um livro e dizer os motivos pelo qual gostei e não gostei, para que a pessoa possa ver se o motivo que não me fez gostar não seja relevante para ela.

      Excluir
  4. Eu sempre quis ler esse livro, mas pela sua resenha estou achando que não é tão bom assim. Pelo menos não criarei grandes expectativas.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Vamos ficar super felizes com seu comentário.
Já estamos até sentindo sua falta!
Volte logo tá?
Bjão
Equipe Cia do Leitor