terça-feira, 31 de março de 2015

Resenha - Celia Bryce - Uma canção para Jack


Uma canção para Jack
Celia Bryce
Editora V&R

Sinopse


Uma Canção Para Jack narra a relação entre Megan e Jack, dois adolescentes que se conhecem no hospital onde estão fazendo um tratamento contra o câncer. Megan não consegue compreender, a princípio, que está doente. Nem mesmo sente assim, pelo menos antes do início da quimioterapia. Ela é uma menina de 13 anos que foi recentemente diagnosticado com câncer. Na ala infantil, Megan fica furiosa com todas as crianças gritando, as decorações coloridas e os blocos de construção que a cercam. É durante o seu primeiro dia lá, que Megan conhece Jackson Dawes, um garoto que encara a vida com bom humor. Jack entra na vida de Megan e os dois criam um vínculo que ajuda a menina a ver a sua vida a partir de uma nova perspectiva. Nessa zona nebulosa entre amigos, começa a surgir algo mais. 


Ano: 2014 / Páginas: 206
Editora: Vergara & Riba

Resenha 

Esse livro me chamou atenção primeiro pela capa, depois que li a sinopse e vi que a história se passava em um hospital de câncer resolvi que precisava ler, apesar de sempre tristes essas histórias me passam muita emoção.

Apesar da narração ser em terceira pessoa, o foco do ponto de vista é todo da Megan, uma menina de 13 anos que acaba de ser diagnosticada com um tumor no cérebro. A princípio ela acha que os médicos estão enganados mas acaba se convencendo que tem que se tratar. 

Megan é internada em um hospital infantil, muito semelhante ao que minha irmã foi internada durante todo tratamento de sua leucemia e não teve como me sentir familiarizada com essa trama. Também nos apegamos a outras crianças que estão internadas no hospital, é muito triste ver crianças nessa situação tão delicada. É muito natural surgir uma grande amizade entre os internos do hospital e não foi diferente com Megan, mesmo com o coração endurecido no início acabou se rendendo a amizade dos outros internos e principalmente do Jack, que a princípio ela detestou seu jeito, mas acabou se apaixonando por ele.

Jack é um rapaz de 16 anos, negro e como Megan também está lutando contra o câncer, mas mantém o auto astral, brinca com todo mundo e vive fugindo do seu quarto para explorar o hospital, as crianças adoram Jack e ainda mais quando ele conta histórias de terror para elas, o que Megan acha um absurdo.

Esse livro é rápido de ler e possui uma narrativa fácil, é um livro encantador e simples, com um possível romance com cenário de fundo um hospital, que faz o leitor se envolver e se emocionar não só com os protagonistas mas também com os personagens secundários, apesar de ser uma ficção a história pareceu tão real, como se tivesse acontecido mesmo. 
"As pessoas não duram para sempre. Algumas quase não duram."
Recomendo a todos que gostem de livros de drama.

Book Trailer


Classificação




4 comentários:

  1. A estória do livro parece ser bem emocionante, porém não gosto de ler livros desse gênero. Pois me faz lembrar a luta que minha mãe teve contra o câncer e infelizmente perdeu, por isso não leio para não lembrar.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Wanderléa, também perdi minha irmã para Leucemia, mas eu gosto de ler esse tipo de livro de vez em quando, parece que me sinto mais próxima dela. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Prevejo lágrimas, muitas lágrimas… minha vibe sangrenta ainda não passou, então vou ter de esperar um pouco para ler esse livro. Mas não tenho dúvidas que irei ler.
    Bjs e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  4. Parece bem emocionante mesmo. Lencinhos na mão direita e livro na esquerda.
    Mergulhando!

    ResponderExcluir

Vamos ficar super felizes com seu comentário.
Já estamos até sentindo sua falta!
Volte logo tá?
Bjão
Equipe Cia do Leitor