quarta-feira, 6 de maio de 2015

Resenha: A Filha do Império - de Raymond E. Feist & Janny Wurts

A Filha do Império
A Saga do Império - Volume Um
Raymond E. Feist & Janny Wurts
Editora Saída de Emergência


Sinopse: Mara, a filha mais nova da poderosa Casa dos Acoma, estava destinada a uma vida de contemplação e paz. Mas quando seu pai e seu irmão são mortos, sua vida muda de um dia para outro. Apesar do sofrimento, cabe a ela a tarefa de vestir o manto da liderança e enfrentar as dificuldades e os inimigos implacáveis.


Inexperiente na arte de governar, Mara terá de recorrer a toda a sua força e astúcia para sobreviver no Jogo do Conselho, recuperar a honra da Casa dos Acoma e assegurar o futuro de sua família. Mas quando percebe que os inimigos que quase aniquilaram a sua casa vão voltar a atacar com fúria renovada, Mara só tem uma dúvida: será que ela, apenas uma mulher, ainda quase menina, poderá vencer em um jogo perigoso no qual seu pai e seu irmão falharam?

Resenha

Mara é a filha mais nova do Senhor Sezu da Casa dos Acoma. Como não é herdeira do título de senhor, e sim o seu irmão mais velho, foi decido pela família que ela iria entrar para a Ordem de Lashima, de forma a aumentar o prestígio de sua família. E Mara já estava conformada com o seu triste destino quando sua cerimônia é interrompida por soldados de sua Casa com notícias devastadoras. Seu pai e irmão haviam sido mortos em uma batalha contra os bárbaros, tornando ela a única herdeira e sendo assim a nova Senhora dos Acoma.
Terminada a cerimônia, a mágoa de Mara escoou como a água que escorria da lagoa, levando lágrimas e sangue para o rio, depois para o mar distante. Tal como o luto aplacava sua dor, a cerimônia a purificava, mas aquele era um momneto de pesar pessoal, em que lágrimas e sofrimento não eram vergonhosos. E Mara desceu às profundezas da mágoa, à medida que onda após onda de tristeza emanava do fundo de sua alma.
Rapidamente a situação de Mara muda, pois em nenhum momento em sua vida ela havia sido treinada para assumir o papel de Governante. No máximo ela poderia ser a esposa de um. E isso não é o maior de seus problemas, pois as mortes de seu pai e irmão não foram simplesmente um infortúnio da guerra e sim um ato planejado do inimigo mais antigo de sua família, os Minwanabi. E essa Casa inimiga não irá se contentar em matar somente os dois, pois esse inimigo quer a completa extinção de sua casa, e isso significa que Mara é o próximo alvo.
Tudo o que se interpunha entre  Senhor dos Minwanabi e seu objetivo era ela, uma jovem que estivera a dez toques do gongo de se tornar uma irmã de Lashima.
Mas durante o assassinato de sua família, grande parte de seu exército também foi dizimado, restando menos de 50 soldados para proteger à ela e suas propriedades. Um número totalmente insignificante diante os inimigos que ela possui. Então Mara não pode nem ao menos se dedicar ao seu luto, ela precisa aprender rapidamente não só a cuidar dos negócios da família como também aprender a jogar o perigoso Jogo do Conselho. Esse jogo nada mais é do que um jogo político e de guerra jogado por todas as famílias e que é determinante na hora de decidir o lugar de uma Casa na hierarquia de poder e honra.
Agora, cada fachada iluminada pelo sol emanava uma sombra escura. E nessas sombras, um inimigo tramava.
E o primeiro passo que Mara precisa tomar é arrumar um jeito de aumentar o número de soldados que servem a sua família. Na cultura deles, tantos os soldados quanto os empregados comuns, são pessoas que juraram fidelidade à uma Casa e que portanto lutam até a morte, se for preciso, para protegerem a Casa e seu Senhor. E tais soldados são geralmente sempre das mesmas famílias que sempre serviram aos Acomas e portanto não é assim tão simples conseguir aumentar o contigente militar rapidamente.
Agora resta saber se uma garota de 17 anos será capaz de sobreviver a esse jogo mortal para qual não foi treinada, sendo que seu pai e irmão que já participavam dele à anos não foram capazes de tal feito. Mas de uma coisa Mara sabe sem dúvidas, ela fará qualquer coisa para salvar o nome a honra de sua família e o que não lhe falta é ousadia.
Lançada de cabeça no Jogo do Conselho, Mara precisava de qualquer fagulha de sabedoria e astúcia para evitar os ardis da intriga que aguardavam seus inexperientes passos. A traição que assombrava a sua casa só terminaria quando, inexperiente e só, ela derrotasse o Senhor dos Minwanabi e os seus lacaios.
Eu sempre quis ler a Saga do Mago (e por sinal estou de olho em um certo box…), então eis que vejo esse livro entre os lançamentos da nossa parceira Saída de Emergência. Nem preciso dizer que eu surtei, não é? Eu sabia que eu PRECISAVA ler! Sabe quando você tem a certeza que vai amar um livro? Esse livro se passa no mesmo mundo da outra saga, porém o fato de não ter lido a saga anterior não afetou em nada a leitura desse livro. 
O mundo descrito nesse livro é totalmente novo para mim, mas foi extremamente fácil mergulhar nele. Não foram precisas muitas páginas para me fazer sentir em casa, entendendo completamente os nomes e costumes desse novo universo. E devo dizer que ele me conquistou completamente e agora estou ainda mais desesperada pela saga do Mago.
A narrativa do livro é mais do que simplesmente envolvente, ela é viciante. Você é totalmente seduzido pelas intrigas e disputas do Jogo do Conselho e fica cada vez mais querendo saber toda a história por trás das Casas e das guerras. 
Outra coisa que me fez amar esse livro foi a própria Mara, graças à Deus finalmente temos uma protagonista feminina decente! Apesar de ser menospreza por ser mulher, e ainda por cima jovem, Mara não se deixar abalar. Mesmo quando está com medo, ela não abaixa a cabeça para ninguém. E é claro que ela é genial nesse jogo político e aos poucos ela mostra aos seus inimigos que não é sábio menospreza-la. Eu simplesmente amo personagens inteligentes e calculistas, e ler um livro onde tal personagem é uma mulher é ainda melhor!
E mais uma vez bato palmas de pé para a Saída de Emergência em relação a edição brasileira do livro. Estava vendo as edições lá de fora e nenhuma chega aos pés da nossa!
Essa saga sem dúvidas me conquistou e mal posso esperar pelo próximo livro. Então já vou providenciar o box da Saga do Mago e entrar na fila para pegar o autógrafo do Raymond na Bienal do Livro do Rio desse ano! Você precisará ler para saber se Mara conseguirá manter a sua Casa entre as mais poderosas, mas já adianto que ela conseguiu colocar A Filha do Império entre os meus livros favoritos.
Se deseja participar do Jogo do Conselho, mulher, deve ter noção de que as peças que manipula são de carne e osso. Para no futuro se lembrar, se continuar a jogar este Jogo.
Classificação


Sobre os autores

Raymond E. Feist é um dos nomes mais importantes da história da literatura fantástica. Nasceu no Sul da Califórnia e, atualmente, vive em San Diego. Traduzido em mais de trinta países, Mago foi o seu primeiro livro e serve de base para uma vasta obra que tem conquistado, ao longo dos anos, as listas de best-sellers dos jornais The New York Times e The Times of London.







Janny Wurts é autora de vários romances de sucesso, entre os quais The Wars of Light and Shadow, a trilogia Cycle of Fire e várias coletâneas de contos. É também conhecida por seus trabalhos de ilustração e pintura na área de fantasia e ficção científica. Vive na Flórida com o marido, o artista Don Maitz.











5 comentários:

  1. Adorei a resenha e agora estou morrendo de vontade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba! Estou louca para conversar com alguém sobre ele!

      Excluir
  2. Tenho que comprar urgente esse livro, será o primeiro autografo que pegarei de Raymond na Bienal do Livro do Rio;
    Parabéns, ótima resenha!
    Kelvin

    ResponderExcluir
  3. Sério que o autor virá pra Bienal do Rio? Preciso comprar o livro e os outros dele.
    Mais um livro medieval, acho muito interessante tanta imaginação que esses autores tem.
    Boa resenha, ótima indicação.
    Kazumi

    ResponderExcluir
  4. Olá, adorei a resenha. Esta na minha wishlist, to bem ansiosa pelo livro e lá no meu blog saiu a capa do segundo livro da saga.
    http://dicasdaisacereser.blogspot.com.br/2015/07/capa-revelada-serva-do-imperio.html

    ResponderExcluir

Vamos ficar super felizes com seu comentário.
Já estamos até sentindo sua falta!
Volte logo tá?
Bjão
Equipe Cia do Leitor