terça-feira, 8 de março de 2016

Resenha: Endgame - O Chamado - de James Frey e Nils Johson-Shelton

Endgame - O Chamado
Endgame - Livro 1
James Frey e Nils Johson-Shelton
Skoob


Sinopse: A história começa há doze mil anos, quando seres poderosos desceram do céu entre fumaça e fogo e criaram a humanidade, deixando-nos regras segundo as quais viver. Precisavam de ouro, e, para extraí-lo, instalaram aqui as doze linhagens que deram origem às nossas antigas civilizações. Quando conseguiram o que queriam, foram embora. Mas avisaram que um dia retornariam e que, quando isso acontecesse, seria para o Jogo. O Jogo que determinaria nosso futuro. Os Jogadores terão que achar três chaves, que estão espalhadas pelo planeta. Quem achá-las primeiro ganha. Endgame: O Chamado acompanha a busca dos doze Jogadores pela primeira chave.
E não para por aí: o livro contém um enigma. Um enigma que convida o leitor a jogar seu próprio Endgame. Quem encontrar a solução primeiro ganhará uma mala cheia de ouro. Em adição ao enigma estará disponível um jogo on-line revolucionário desenvolvido pela Niantic Labs, empresa associada ao Google e responsável também pelo jogo Ingress.
A trilogia Endgame é um projeto multiplataforma de alcance mundial. Além da publicação pela Intrínseca dos livros impressos e novelas em e-book a primeira delas com lançamento previsto para dezembro de 2014 , um jogo para celular será desenvolvido pela Niantic Labs (empresa associada ao Google) e estão previstas adaptações para cinema e tevê.
Nas páginas do livro há pistas que permitem ao leitor participar de uma competição que dará ao vencedor um prêmio em ouro. Para participar da competição, é necessário ler o livro e os e-books da série, acesso à internet, uma conta padrão do Google e conhecimento do idioma inglês. As regras oficiais da competição estão disponíveis no website oficial. O conteúdo do website oficial e conteúdos diversos relacionados à competição estão ou poderão estar em inglês ou em outros idiomas.
O jogo para celular está previsto para ser lançado em 2015. O projeto também contará com vídeos no YouTube, charadas virtuais e perfis dos personagens nas redes virtuais (Twitter e Google+).
A Twentieth Century Fox adquiriu por dois milhões de dólares os direitos da adaptação cinematográfica da obra, e, ao que tudo indica, o filme será produzido por Wyck Godfrey, responsável pelo sucesso A Culpa É das Estrelas e pelos filmes da série Crepúsculo . Há planos também para uma série televisiva.
Terra. Agora. Hoje. Amanhã. O Endgame é real e vai começar. O futuro ainda não está escrito. O que tiver que ser será. Doze jogadores. Jovens, mas pertencentes a linhagens ancestrais. Das quais descende toda a humanidade. Linhagens escolhidas milênios atrás. E que vêm se preparando desde então. Eles não têm poderes sobrenaturais. Não podem voar, não transforma chumbo em ouro nem curam a si mesmos. Quando a morte chega, eles morrem. Eles e todos nós. São os herdeiros da Terra, e cabe a eles resolver o Grande Mistério da Salvação. Um deles precisará conseguir fazer isso, ou todos estaremos perdidos. Leia o livro. Encontre as pistas. Decifre o enigma. Só um pode ganhar. O Endgame é real e vai começar.

Resenha

Imagine um jogo vorazes de edição única organizado por alienígenas extremamente mais inteligentes do que nós. Agora imagine que o prêmio para o vencedor é a garantia que sua linhagem irá sobreviver ao fim do mundo. Isso é o Endgame.

Os seres humanos, nossas linguagens, matemática, inteligência, simplesmente tudo o que nos torna seres "evoluídos" na verdade não foi conquistado por nós. Tudo foi cedido por eles. As antigas civilizações sabiam sobre eles, sabiam que éramos apenas escravos de uma raça superior. Nós trabalhávamos para eles, pintávamos sobre eles e construíamos monumentos para eles. Porém um dia eles se foram, e deixaram para trás um pequeno recado. Se um dia a raça humana parasse de se comportar como humanos, o Endgame começaria.

E no Endgame 12 jogadores, descendentes de antigas civilizações, teriam de lutar entre si para conquistar o direito de viver de sua linhagem. O palco para essa batalha é o mundo todo. E essas linhagens ancestrais transmitiram esse conhecimento adiante, treinando os jogadores elegíveis, jovens com mais de 13 anos e menos de 20 anos, transformando jovens em verdadeiras máquinas de matar, os assassinos mais capacitados do mundo.

E depois de 12 mil anos, o Endgame finalmente irá começar. E 12 jogadores se preparam para atender ao Chamado. Se preparam para o fim do mundo como ele é conhecido até hoje.

Seguindo os preceitos de Eram os Deuses Astronautas?, Endgame nos apresenta uma nova visão da história humana. Enquanto seguimos os 12 jogadores em busca de pistas para garantir a sobrevivência deles, somos levados por lugares históricos, remontando e remodelando o nosso passado.

Os jogadores, como era esperado, são jovens mais habilidosos e capacitados do que quaisquer outras pessoas no mundo. Eles foram treinados desde crianças para vencer o jogo, para eles não há alternativa ou piedade. Então não espere personagens muito bonzinhos, pois todos estão de olho no fim, pouco se importando com os meios.

A narrativa é eletrizante e você não vai conseguir terminar um capítulo sem querer ler o próximo. Como seguimos os pontos de vista de todos os jogadores, os capítulos acabam não sendo muito longos, o que torna a leitura ainda mais rápida. Para quem não sabe, existe um jogo, um enigma no livro. E esse enigma deve ser desvendado pelo leitor e o mesmo poderá também jogar o Endgame. Você pode ver mais detalhes sobre esse jogo na sinopse do livro, lá em cima.

A edição do livro está linda, com uma capa dourada, com palavras e códigos escondidos que ficam escondidos quando vistos de longe. As vezes, entre capítulos, nós vemos pistas, códigos, coordenadas, imagens, tudo parte do enigma. O final, como não poderia deixar de ser, acaba com um gancho que te deixa louco para ler o próximo livro. Dei 5 estrelas para o livro e sem dúvidas o recomendo.

Classificação



Sobre os autores



James Frey é o fundador da Full Fathom Five, empresa responsável pela criação da bem-sucedida série Os legados de Lorien, também publicada pela Instrínseca, que deu origem à adaptação cinematográfica Eu Sou o Número Quatro, produzida por Steven Spielberg e Michael Bay. James Frey mora em Nova York com a esposa, a filha e o cachorro.

Nils Johson-Shelton é autor de A Torre Invisível, primeiro volume da série Crônicas de Outro Mundo, também criada pela Full Fathom Five e publicada no Brasil pela Intrínseca. Ele mora com a família, parte do tempo na Pensilvânia, Estados Unidos, e parte em Glastonbury, Inglaterra.










46 comentários:

  1. Oi!

    Não conhecia essa trilogia e ultimamente não estou lendo o estilo jogos vorazes, mas a premissa mostra que é um livro parece ser bastante eletrizante. Em um outro momento talvez o leia para conhecer essa nova visão da história humana :)

    http://infinitudedepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes nos cansamos de um gênero, sei bem como é. Mas quando a vontade voltar, esse livro é uma ótima escolha.
      bjs.

      Excluir
  2. Tema interessante.
    http://kintall3.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a temática e a estória são bem interessantes mesmo.
      bjs.

      Excluir
  3. Oi, uau, achei o livro interessante, não conhecia, admito, mas os autores foram super criativos.
    Apesar de não ser um gênero que goste,gostaria de ler.


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já estava fugindo de distopias quando peguei esse aqui. E mesmo assim eu o devorei.
      bjs.

      Excluir
  4. Olá :)
    Achei a premissa FANTÁSTICA. Já tinha visto esse livro pela blogosfera mas não tinha parado para ler uma resenha dele e achei incrível esse livro.
    Entrou na minha lista de desejados
    Abraço
    http://interessantedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A estória é bem diferente, mesmo sendo de certa forma similar a outros livros.
      bjs.

      Excluir
  5. querida Patrícia, mais uma vez você dissecou o livro através de saborosa resenha. Mas fiquei com uma dúvida: é possível ler a saga sem que haja necessidade de jogar o tal jogo, ou um está intrinsecamente ligado ao outro?
    você deu 5 corujinhas, então o livro deve ser realmente muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe a necessidade de jogar o jogo, mas ele tá lá caso você deseje se aprofundar e ainda por cima ganhar alguns prêmios. Eu li também os 3 ebooks que fora lançados, para serem lidos antes do segundo. Mais uma vez, não é obrigatória a leitura, mas é eles são essenciais para entender os personagens, já que mostra o passado deles.

      bjs.

      Excluir
  6. Nossa, lendo a resenha, Patrícia, super me senti interessado pela leitura. Me lembrou "Maze Runner" com essa história de jogadores habilidosos diferentes das "pessoas normais" e tal. Super vontade de ler!

    Parabéns pelo post.
    Dá uma passada no meu blog quando puder:
    http://sinapseliquida.blogspot.com/ <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não resistimos a esses jogos mortais....
      bjs.

      Excluir
  7. Minha nossa, eu não sabia de NADA disso! É justamente o tipo de coisa que eu adoro, lançamentos multiplataforma, que transcendem apenas o formato "livro" ou filme. Caramba, eu quero demais fazer parte disso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda não criei a coragem para tentar jogar, o tempo é muito curto... hahahaha
      bjs.

      Excluir
  8. Olá!

    Que premissa!!! Não sei se o leria agora, mas com certeza é uma leitura que faria sim, foge totalmente do comum! Vou anotar na minha lista porque com certeza tentarei ler esse ano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica aí anotada como futura leitura XD
      bjs.

      Excluir
  9. Oiê, já tinha ouvido falar do livro a algum tempo, mas nada tão completo. Achei a história bem interessante, já quero ler!

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não estou me aprofundando tanto, ao nível de participar do jogo, mas para quem estiver com disposição, sem dúvidas irá descobrir muito mais.
      bjs.

      Excluir
  10. Oieee, tudo bem?ara tudo que fiquei apaixonada pela resenha e pela história do livro! Embora como você falou, lembre um pouco jogos vorazes, parece ter muitaaaa ação envolvida e iso já me ganhou completamente. Com certeza vou querer conferir e saber qual a linhagem que vai ter a permissão para continuar vivendo! Bjosss

    http://www.porredelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor parte é que arena, nesse caso, é o planeta Terra todo.
      Bjs.

      Excluir
  11. Essa Trilogia desperta muito minha curiosidade, ainda mais agora que soube que vai ter jogo relacionado e talz, aí ferrou, vou ter q pegar pra ler e participar dos outros eventos relacionados com a história!

    Marcelo Brinker
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha.. haja fôlego. Eu ainda não tive a coragem de enfrentar o jogo.
      bjs.

      Excluir
  12. gostei de saber dos códigos escondidos na capa... adorei a diagramação do livro... a história até que me atraiu a atenção, mas não sei se leria no momento... de qualquer forma, deixei a sugestão anotada para um futuro [quem sabe] próximo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então deixa a dica anotada e quem sabe um dia não bate aquela vontade de ler sobre jovens altamente treinados tentando matar uns aos outros a mando de ets. hahahaha

      bjs.

      Excluir
  13. Que livro diferente, faz jus ao nome, enigma. E é um projeto bastante grandioso, né? Não sabia da existência de nada disso, se não fosse seu blog, continuaria leiga. Mas para participar da competição, exige muito, tem que ter tempo, o que não é o meu caso no momento, mas não nego que fiquei profundamente curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não vou participar da competição, mas não é necessário jogar para entender o livro, pode ler tranquila.
      bjs.

      Excluir
  14. Olá, eu ainda não li "Endgame" mas é um livor que tenho vontade de ler, pois a premissa me deixa bem curiosa para conhecer mais dessa história. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas estória sempre acabam nos atraindo, né?
      bjs.

      Excluir
  15. Oiiie
    bem legal sua resenha e parece ser uma leitura bem diferente mas infelizmente não é algo que leria por agora, mesmo assim, boa dica e que bom que curtiu tanto

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando ficar com vontade de ler o gênero, você já tem a dica.
      bjs.

      Excluir
  16. Patrícia, não conhecia o livro.
    Achei bem bacana que você curtiu ele, mas não conseguiu chamar minha atenção.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  17. Oi Patricia, tudo bem? Faz pouco tempo que vi esse livro na livraria aqui da minha cidade e confesso que não sabia qual era o assunto. Nunca pensei que era semelhante Jogos Vorazes. Ele parece ser bem interessante. O fato de estar presente em várias plataformas significa que os leitores acompanham bem de perto essa história. Sua resenha ficou excelente e me deixou bem curiosa. Beijos, Érika

    - www.queroseralice.com.br -

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bom é que, para quem tem disposição e tempo, o livro ultrapassa as páginas.
      bjs.

      Excluir
  18. Sempre achei as capas dessa série mto lindas e ainda nao tinha lido nenhuma resenha de Endgame - O Chamado.
    A sua explicação do que seria o Endgame foi mto boa, mistura de jogos vorazes com luta pela raça humana pela sobrevivência, achei uma loucura, e adoro e historias assim complexas.
    Com certeza vc me convenceu a conhecer a ler.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  19. Oi *--*

    Não conhecia o livro, mas nossa, deve ser muito bom. Essa narrativa eletrizante deve ser muito bom, sempre quero ler tudo de uma vez hahahah. Essa mistura doida de jogos vorazes deve funcionar muito bem, fiquei com vontade de ler.

    Bjos

    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito eletrizante mesmo, não tem como não ser arrastado pela estória.
      bjs.

      Excluir
  20. Oi,
    Já tinha visto falar desse livro mas não sabia direito do que se tratava, gostei muito da perspectiva e vou procurar mais sobre ele. Fiquei curiosa com esse jogo e enigma para desvendar. Entrou para lista de desejados.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Não sei se leria o livro, mas a ideia dele é genial!! E esses enigmas super interessantes!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda preciso criar coragem para entrar no jogo, mas admito que os enigmas espalhados pelo livro me deixaram morrendo de vontade de jogar.
      bjs.

      Excluir
  22. Olá, tudo bom? Gostei muito da sua resenha e a premissa do livro é muito interessante, mas, confesso que não é meu tipo de leitura! Fiquei curiosa quanto a esse enigma a ser desvendado através do jogo!

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então quando quiser ler algo diferente, tá aí a dica.
      bjs.

      Excluir
  23. Oi, td bem?
    Não conhecia essa trilogia! Mas parece ser legal... Adoro Jogos Vorazes, A Hospedeira e se for legal como eles talvez um dia de chance. E jogo eu n jogo
    Beijos, Maria Clara Vieira
    http://nasnuvenscmc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só li o livro até agora, mas o jogo está me tentando...
      bjs.

      Excluir

Vamos ficar super felizes com seu comentário.
Já estamos até sentindo sua falta!
Volte logo tá?
Bjão
Equipe Cia do Leitor