terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Resenha: Meio Mundo - de Joe Abercrombie

Meio Mundo
Mar Despedaçado 2
Joe Abercrombie
Editora Arqueiro

Sinopse:  Thorn Bathu não é uma garota comum. Mesmo tendo sido criada numa sociedade machista, ela vive para lutar e treina arduamente há anos. Porém, após uma fatalidade, ela é declarada assassina pelo mesmo mestre de armas que deveria prepará-la para as batalhas.
Para fugir à sentença de morte, Thorn se vê obrigada a participar de um esquema do ardiloso pai Yarvi, ministro de Gettland. Ao lado dela se encontra Brand, um guerreiro que odeia matar, mas encara a jornada como uma chance de sustentar a irmã e conquistar o respeito de seu povo.
A missão dos dois é cruzar meio mundo a bordo de um navio e buscar aliados contra o Rei Supremo, que pretende subjugar todo o Mar Despedaçado. É uma viagem desafiadora, em que Brand precisa provar seu valor e Thorn fará o necessário para honrar a memória do pai e se tornar uma verdadeira guerreira.
Guiando os personagens por caminhos tortuosos em busca de amadurecimento e redenção, Joe Abercrombie mais uma vez nos maravilha com uma história grandiosa, que se sustenta sozinha por seu vigor, mas também dá continuidade à saga de Gettland e Yarvi. Finalista do prêmio Locus, Meio Mundo deixará o leitor na expectativa do desfecho desta série épica.
Resenha
Livro cedido de cortesia pela Editora Arqueiro para resenha.
No primeiro livro da trilogia, nós conhecemos o Yarvi, um garoto com uma deficiência em uma das mãos e que por isso sempre foi menosprezado pelo seu povo, e até mesmo sua própria família. Acompanhamos toda a sua jornada até o momento em que ele acaba se tornando o ministro do seu novo rei. Mas toda aquela saga do primeiro livro foi apenas o começo de uma guerra que ainda nem estourou. Nesse segundo livro nós iremos conhecer novos personagens.
O momento em que você fizer uma pausa será o momento da sua morte.
Thorn Bathu é diferente de qualquer outra garota de Gettland, para a infelicidade de sua mãe. Ela não quer saber de arranjar um marido ou de ser vaidosa. Tudo o que ela quer é se tornar uma guerreira, como o seu pai foi. Ela quer se torna uma heroína, quer que componham canções sobre ela. Nem que para isso ela tem de quebrar toda uma cultura machista que deveria impedi-la de alcançar os seus sonhos. Só que logo de início ela é jogada de cara na parede. Durante um treinamento, nem um pouco justo, ela acaba matando acidentalmente um dos seus colegas de treino. Julgada como assassina, o seu destino deveria ser o apedrejamento, porém ela acaba escapando desse fatídico destino graças à intervenção do Pai Yarvi, a quem ela acaba prestando o juramento de fazer tudo o que ele mandar.
Não temos muito tempo, e o tempo passado com pena de nós mesmos é um tempo desperdiçado.
Outro personagem que conhecemos é o Brand, um rapaz que sofreu muito a vida toda para sustentar a si mesmo e sua irmã mais nova. Um bom garoto que se tornou um bom homem, que sempre fez de tudo para se manter na luz, como sua mãe uma vez havia pedido à ele. E é por causa dele também que Thorn escapou da morte, já que foi ele que diante da injustiça que estava vendo ser cometida, foi falar a verdade para o Pai Yarvi. Mas sua sinceridade e sua vontade de fazer o certo acabam custando à ele o seu sonho de se tornar um guerreiro do Rei, de encontrar uma família junto aos outros guerreiros e de dar uma vida melhor para a irmã Rin.
A lei é mais Mãe Oceano do que Pai Terra, sempre muda. A lei é uma marionete na mão de um titereiro, Brand, ela diz o que eu digo que ela diz.
E é justamente o nosso já conhecido Yarvi que acaba juntando o destino dos dois, de uma vez por todas. Pois a guerra contra o Rei Supremo se aproxima e Yarvi sabe que a única chance que Gettland sobreviver a essa guerra será conseguir aliados, e por isso que irá empreender uma viagem por meio mundo atrás desses aliados. Indo além do Mar Despedaçado, Yarvi junto com novos e velhos amigos irá além do território do Rei Supremo, enfrentando diversos perigos para tentar forjar novas alianças. Para que isso ocorra, mais do que nunca Yarvi precisará contar com a sua inteligência e com sua capacidade de ver além, de planejar caminhos ainda obscurecidos no futuro.
Um homem que dedica todos os pensamentos a fazer o bem e nenhum às consequências… - Pai Yarvi levantou a mão deformada e pressionou o dedo torno contra o peito de Brand. - É um homem perigoso.
Mas não só de inteligência essa jornada precisará, e por isso mesmo que Thorn e Brand estão nela. Yarvi providencia para que Thorn comece a treinar com uma misteriosa senhora, que a primeira vista não passa de uma velha, bem, a primeira vista… E como um diamante sendo lapidado Thorn começa a afiar sua habilidades e se torna a cada dia mais mortal (#LuteComoUmaGarota), mostrando cada vez mais que ela foi tocada pela Mãe Guerra.
(…) uma carranca não é uma lâmina, e o ódio de Thorn não cortava ninguém, a não ser ela mesma.
Enquanto Thorn segue firme e forte no caminho de guerreira, Brand começa a ter sua dúvidas sobre se é realmente isso que ele deseja. Ele é forte, sem dúvidas, mas o seu coração não está gostando nem um pouco dessa estória de ficar matando. Ele não vê como poderá se manter na Luz se continuar sendo um guerreiro. Mas nem por isso ele deixará os seus companheiros na mão, a sua nova família. Apesar de suas dúvidas, ele segue lutando junto com os demais, arriscando também a sua vida nessa jornada.
É melhor ser temida do que sentir medo.
Eu fiquei muito feliz quando a editora enviou esse livro de cortesia, tanto que deixei de lado o outro livro que estava lendo para começar esse imediatamente. Eu amei o primeiro e nesse segundo livro, a estória fica ainda mais empolgante, tanto que acabei gostando ainda mais desse. A narrativa segue tão fluída quanto o segundo, com o adendo de mais ação a cada capítulo, nos puxando a cada virar de página. Tanto que devorei rapidamente o livro. A narrativa dessa vez segue o ponto de vista da Thorn e do Brand, nos dando uma visão completamente nova dos personagens que já conhecemos. Yarvi está mais esperto do que nunca nesse livro, como um verdadeiro ministro tem de ser. E é claro que ele também está bem mais calculista em suas ações. Thorn nos dá aquele toque de personagem ultra fo&% que vai ficando cada vez mais forte e por quem adoramos torcer. Já Brand é um personagem essencialmente bom, que acaba equilibrando todo o espirito indomável da Thorn. Mas não confusa a sua bondade com covardia, pois ele também é bem forte e nunca foge de uma luta.
Quanto menos tempo a gente tem, menos quer arriscar o que resta.
A edição do livro segue o padrão do primeiro, com páginas amareladas e uma fonte com um ótimo tamanho. A arte da capa mais uma vez retrata os personagens principais. Dessa vez não teve uma provinha do próximo livro ao fim, e não sei sinceramente se estou menos ou mais ansiosa pelo próximo por causa disso. Mas na orelha do livro tem a capa do terceiro e é claro que só a capa é suficiente para atiçar a curiosidade (olha a balança despencando para o lado do “mais ansiosa”….). Pela amor de Deus, o nome do terceiro livro é Meia Guerra, como não ficar ansiosa depois de saber disso? O detalhe é que eu acho que eu já sabia disso, pois no primeiro livro já tinha a capa da orelha também, mas… Oi, eu a Dory!
Um idiota não tem medo. Um guerreiro fica de pé apesar do medo.
Bem, depois de ter sobrevivido ao ataque cardíaco que os últimos capítulos desse livro meu deu, sem dúvidas ficarei aqui roendo as unhas esperando pelo próximo, e olha que eu nem rôo unhas! Sem dúvidas recomendo o livro a todos os fãs de fantasia, e até mesmo para os não fãs, porque sério, esse livro é muito bom.
O ouro e a prata são tudo para todo mundo. Alguns de nós têm o suficiente até mesmo para fingir que não.
Classificação



Sobre o autor

Joe Abercrombie foi educado na Lancaster Royal Grammar School, só para rapazes, e na Universidade de Manchester estudou Psicologia. Tendo sempre o sonho de, sozinho, redefinir o gênero literário da fantasia, começou a escrever uma trilogia épica baseada nas desventuras de um bárbaro, Logen Ninefingers. Joe mudou-se para Londres, onde viveu em um cortiço de classe baixa com dois homens à beira da loucura. Com um esforço heróico e o apoio de sua família, Joe terminou A Lâmina, em 2004, sendo publicada junto de um público insuspeito em 2006. Desde então, a obra já foi publicada em catorze países e as sequências, Antes que Sejam Enforcados e O Último Argumento dos Reis, foram publicadas em 2007 e 2008, respectivamente.






28 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Faz um tempo que estou de olho no primeiro livro dessa trilogia, mas infelizmente ainda não consegui ler. Sua resenha me deixou ainda mais ansiosa para ler, principalmente porque que você gostou ainda mais do segundo que do primeiro. Algumas séries começam com um livro muito bom e as continuações decepcionam. Felizmente, parece que esse não é o caso.
    Adorei sua resenha e tentarei ler esses livros assim que eu puder.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oie! Tudo bem?

    Na época do lançamento do primeiro livro dessa série não senti interesse na história, e o mesmo aconteceu com esse segundo, por mais que seja um livro medieval tema que amo em livros, e que você tenha feito criticas positivas muito boas, continuo não sentindo interesse em conhecer a história, mas irei indicar para um amigo que gosta do tema, tenho certeza que ele irá gostar dos livros!

    Bjss

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura!! :) O tema do medieval e assim agrada-me!! :)

    Bem, que ótimo que nos da assim tanta ansiedade (e unhas a menos! ahah), adoro quando isso acontece!! :) Fico a espera da resenha do próximo!! :) hehehe

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Patrícia!
    Que resenha completa!
    Eu comecei a ler o gênero fantasia faz pouco tempo, ainda estou me adaptando, mas vi que você recomenda para todos.
    A personagem Thorn me chamou bastante a atenção.
    Enfim, achei muito bacana o sentimento que a história despertou em você.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nunca tinha escutado falar desses livros,mas parece uma boa triologia,acho que vale a pena a conhecer!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem??

    Eu não vejo o povo parar de falar desses livros! Sua resenha só me deixou mais curiosa pra conhecer... Amo fantasia e espero logo logo ter uma oportunidade para ler
    Uma pena que tem mais de um, ultimamente tenho preferido livros únicos por já estar acompanhando sagas/trilogias demais haha

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Estava louca para saber mais detalhes da obra desde o lançamento e essa é a primeira resenha que leio de Meio Mundo.
    A personagem que mais me chama a atenção aqui é Thorn, que é diferente das garotas por não querer arrumar marido mas sim ser uma guerreira igual seu pai foi.
    Sou apaixonada por livros do gênero e sua resenha só me deixou mais aflita por querer fazer a leitura logo.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  8. Oi Patrícia, tudo bem?
    Eu já estava curiosa para conhecer a série, mas ao saber que há uma personagem feminina tão poderosa como a Thorn nesse segundo livro, meu interesse aumentou ainda mais. Ela me parece mesmo ser muito foda e o outro personagem me parece carismático por se preocupar se está fazendo o bem ao matar pessoas. Fico bem feliz em saber que esse livro é ainda melhor que o primeiro! Já estou ansiosa para ler, adorei sua resenha.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Não tinha ouvido falar sobre este livro, o tema guerra em livros não me atrai muito. Mas sua resenha ficou ótima. O fato de ter uma personagem mulher que luta pra ter o mesmo espaço que o homem é bem interessante, principalmente relacionado à luta. Talvez este livro esteja na minha próxima lista de leitura. beijos

    ResponderExcluir
  10. Que legal que você está gostando da leitura dessa série e que esse segundo livro conseguiu te empolgar mais que o primeiro que vc já tinha gostado. Confesso que desisti desse autor porque li a série anterior dele, também lançada pela arqueiro, e não funcionou para mim. Mas enfim foi ótimo conferir sua opinião sobre a leitura e saber um pouco sobre o enredo. Espero que o último livro saia logo e que te agrade. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  11. Amei a sua resenha,eu antes já queria ler esse livro e depois da sua resenha quero ainda mais. Gostei da capa, um excelente trabalho da editora.

    ResponderExcluir
  12. Olá

    Não gosto muito de história com tema medieval. Achei mesmo um bom diferencial em Thorn e isso deve agradar ao leitor, a história parece ser intrigante e boa para quem gosta do gênero. Adorei a resenha!

    www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem? Que bom que esse volume lhe agradou tanto quando o primeiro, tenho um interesse muito grande na história e sua resenha só me animou mais. Gosto do tema e da ambientação e percebo que existem personagens bem fortes na história. Vou colocar na minha lista do ano, obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Patrícia

    Nossa, que autor gatão! Hahahahah
    Eu lembro de ter lido algumas resenhas do primeiro livro, mas confesso que não é o tipo de história que chama muito minha atenção. Tanto que bem sabia desse segundo.
    Que bom que você gostou ainda mais desse, já que os livros de número dois geralmente desagradam mais.
    Eu ri com o negócio da Dory! Hahahaha

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi, Patrícia!
    Fiquei que nem a Tami ali em cima, babando nesse autor.
    Até agora não me perdoo de ter passado pelo primeiro livro sem dar atenção. Fiquei feliz em saber que esse segundo é bom e que a trilogia não caiu na maldição do segundo livro.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras
    Sorteio Literário de Carnaval

    ResponderExcluir
  16. Olá!!

    Ah eu acho essa capa linda, mas eu não tenho vontade de ler :(
    Eu não sou fã do gênero, então esse estilo de fantasia meio com guerra não me agrada. Mas sempre acho um capricho enorme nos livros da Arqueiro, e com certeza esse não fugiria!

    Bjus

    ResponderExcluir
  17. Oi. Tudo bem?
    Olha, é a primeira vez que ouço falar dessa série. Confesso que fiquei bem interessado de conhecê-la. É o tipo de história que chama a minha atenção e se o livro promete tudo o que você colocou na resenha, com certeza vou adorar a leitura. Além da fantasia e da aventura, eu gostei muito da Thorn Bathu. Pelo que você disse, parece ser uma personagem incrível. Já anotei aqui na minha lista, pois essa série quero muito ler. Obrigado pela dica.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Oiee Patrícia ^^
    Mesmo não sendo o tipo de livro que eu gosto e prefiro ler (estou querendo ler gêneros diferentes), gosto bastante da premissa desse livro, e do primeiro também. Deixei o medo de lado e li a sua resenha, para ver o que tinha achado de tudo...haha' até a hora que eu ler o primeiro livro, vou ter esquecido os spoilers mesmo...haha' fiquei muito feliz em ver que gostou ♥
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Só não li a parte que fala da história do livro pq tenho os dois e estou doida pra ler, mas ainda não consegui!
    As capas e a história me chamam muito a atenção e amei saber que vc achou ambos empolgantes e especiais! Me deixou bem entusiasmada pra começar! *-*
    Bjocas,

    www.umdiamelivro.com.br
    www.youtube.com/literamigas4

    ResponderExcluir
  20. Olá
    que bela resenha e quantos elogios, que legal que gostou e indica tanto, os fãs do gênero vão ter uma bela dica de leitura então, parabéns pela resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Nossa, eu estou morrendo de vontade de ler essa série! É tão difícil um segundo livro ser melhor do que o primeiro, e esse detalhe me deixou ainda interessada em realizar essa leitura. Adorei a sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Oieee,
    Eu sempre ouço falar dos livros desse autor, eu tenho um antigo em casa mas nunca o li. Eu acho a premissa legal, parece ser uma leitura intensa, mas não é bem o tipo de leitura que tem me atraído no momento.
    beijoos

    ResponderExcluir
  23. Olá! Eu não conhecia esse livro, na verdade, nenhum dos que fazem parte dessa trilogia. Confesso que não é o meu gênero de livro preferido, porém de qualquer forma foi ótimo conferir suas impressões a respeito dele.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que esse tipo de livro não chama muito a minha atenção, sabe? Mas lendo sua resenha fui ficando curiosa, pois parece ser uma história bem construída com personagens cativantes, além disso gostei de saber que esse segundo volume consegue ser ainda mais empolgante que o primeiro. Enfim, vou marcar adica mesmo não sendo o meu estilo de leitura.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  25. Não havia me interessado muito pelo primeiro livro, mas esse segundo livro parece realmente interessante! Amo livros de fantasia, amo ainda mais quando os mesmos tem uma protagonista feminina que quer quebrar os padrões impostos pela sociedade em que ela vive.

    Agora quero muito ler esse livro, haha! Gostie muito de ler suas impressões sobre ele, fiquei bastante empolgada para começar essa série!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bem?
    Não conhecia ainda esta trilogia, mas fiquei bem curioso para conhecer melhor a narrativa. Pelo seu envolvimento com a história, parece ter cenas bem interessantes e que prendem a atenção do leitor. Fiquei bem animado aqui para conhecer essas batalhas e seus personagens tão bem trabalhados. E claro só a capa do próximo, consegue deixar o leitor avido para continuar a saga.

    ResponderExcluir
  27. Pelos seus comentários, esse volume parece estar realmente melhor que o primeiro. Lu diversas resenhas e a história me envolveu, e agora com esse segundo, a reação não foi diferente. Com todas essas batalhas e personagens cativantes, com certeza entrará na minha lista.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  28. Olá a Patricia, a principio o livro não tinha despertado a minha curiosidade, as a medida que lia as resenhas e entusiamos do pessoal fiquei bem tentada para conhece-lo. Adoro quando o livro desperta esse sentimento de curiosidade, ansiosa para saber o que vai acontecer. Vou anotar a dica.

    ResponderExcluir

Vamos ficar super felizes com seu comentário.
Já estamos até sentindo sua falta!
Volte logo tá?
Bjão
Equipe Cia do Leitor