sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Resenha: A Última Colônia - de John Scalzi

A Última Colônia
Guerra do Velho - Livro 3
John Scalzi
Editora Aleph


Sinopse: A raça humana tenta expandir seus territórios, mas se depara com um problema: os planetas habitáveis são poucos e a competição por eles é enorme.
Após anos sem expandir suas fronteiras, a União Colonial toma a controversa decisão de iniciar uma nova colônia, e a tarefa de administrá-la é entregue a dois condecorados heróis de guerra: John Perry e Jane Sagan. Inicialmente, o maior desafio é conciliar os interesses de grupos com origens diversas.
Entretanto, logo os heróis se veem isolados em um planeta que não é o que parece e descobrem que são apenas peças no tabuleiro de uma disputa que envolve o destino de toda a humanidade.




Resenha


John está curtindo a sua merecida aposentadoria, juntamente com Jane e a filha deles, em um planeta tedioso. Sua única preocupação é a rivalidade idiota entre dois irmãos. Tudo parece perfeito até alguém aparecer para acabar com a aposentadorias deles.

O antigo chefe da Jane aparece com uma proposta para que eles fiquem responsáveis pela colonização de um novo planeta. E esse planeta irá ser colonizado por cidadãos da UC ao invés de virem da Terra.

Teoricamente, o único problema é um mal estar político entre os planetas que estão participando da colonização. O papel deles é colocar ordem na casa por serem neutros. Mas é claro que a UC não revelou toda a verdade logo de cara, para a surpresa de zero pessoas. Como os próprios personagens especulam desde o início, a UC tinha o seu próprio plano secreto. E é claro que esse plano envolve um perigo muito maior do que foi revelado para eles.

A exemplo dos outros livros, a última colônia mais uma vez foi recheado de ação do início ao fim. Embora o livro não tenha tido tiro e explosões o tempo todo, o sentimento de algo acontecendo foi constante, aquela tensão a cada capítulo.

E essa é uma das coisas que tanto gostei nessa trilogia, o autor mostrou como é possível ter essa sensação de ação constante mesmo em momentos de aparente paz. Os meus outros elementos favoritos também não faltaram, muita intriga intergaláctica e jogo político, e é claro, aqueles momentos em que é preciso explodir alguns aliens.

Comecei o livro com a certeza que iria o devorar rapidamente e não me decepcionei. Foi uma maravilhoso encerramento, mas sinto que o autor deixou uma janela aberta, para caso resolva um dia retornar à esse universo tão incrível.


Classificação




Sobre o autor


John Scalzi escreve livros, o que, considerando onde você está lendo isso, faz todo o sentido. Ele é mais conhecido por escrever ficção científica, pelo qual ganhou o Prêmio John W. Campbell (2006) e foi nomeado para o Prêmio Hugo pelo melhor romance (2006, 2008, 2009). Ele também escreve não-ficção, em assuntos que vão desde finanças pessoais até astronomia para cinema e foi o Consultor Criativo para a série de televisão Stargate: Universe. Ele gosta de torta, assim como todas as pessoas que pensam direito. Você pode chegar ao seu blog digitando a palavra "Qualquer" no Google. Não, sério, experimente. 













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos ficar super felizes com seu comentário.
Já estamos até sentindo sua falta!
Volte logo tá?
Bjão
Equipe Cia do Leitor